Atravessando o oceano azul

Entregas de vacinas não tradicionais preenchem um vazio importante.
VaccineAmericanSomoa_UPSstories_d_Hero_1440x752px_B.jpg Atravessando o oceano azul Atravessando o oceano azul

Durante as primeiras entregas históricas da vacina Pfizer-BioNTech no mês passado, apenas 160 km separavam a instalação de distribuição da Pfizer e o hospital da University of Michigan, uma das instalações de saúde selecionadas pela Operação Warp Speed para receber as entregas no primeiro dia.

Enquanto as primeiras remessas eram carregadas para viagens curtas e longas em todo o país, havia outros pacotes de vacinas começando uma jornada menos anunciada, porém mais complicada. Alguns deles deixavam os centros de distribuição de inverno da Pfizer em Michigan e Wisconsin para começar sua viagem pelo Pacífico rumo a territórios dos EUA como Samoa Americana, Guam e Ilhas Marianas.

Locais mais conhecidos pelas palmeiras ondulantes, os atóis de águas azuis e a brisa do Pacífico Sul. No caso de vacinas que precisam ficar o tempo todo em temperaturas de 80 graus negativos, a engenhosidade e o know-how da UPS foram testados.

Viagens longas e estranhas

A UPS faz entregas em ilhas com frequência, mas as rotas não são nada rotineiras. O Agenciamento de Cargas UPS, em coordenação com o serviço UPS Express Critical, assegurou que todas as conexões fossem feitas.

“Há apenas um voo por semana para Samoa Americana”, disse Joey Hanson, gerente do Grupo de Recursos do Segmento de Agenciamento de Cargas Global da UPS. “Três remessas de vacinas e gelo seco suplementar tiveram de ser reunidos para este voo.”

Ao contrário de muitos destinos que utilizam aeronaves da UPS para entregas internacionais, diversos deslocamentos de fretes e entregas especiais, como vacinas e outras remessas urgentes essenciais, utilizam espaço disponível em companhias aéreas comerciais para complementar as etapas finais das viagens a locais menores ou menos visitados.

Tecnologia e boas relações à moda antiga

A combinação de remessas em trânsito, a movimentação com várias companhias aéreas de diferentes origens e a coordenação para chegar ao destino como uma entrega unificada exigem habilidade.

“Com esses locais não tradicionais, há menos aeronaves de fuselagem larga para lidar com as remessas. Trabalhamos com as companhias aéreas e utilizamos os relacionamentos que construímos”, disse Joey. Por exemplo, as companhias aéreas permanecem em contato constante com a UPS, telefonando e inspecionando containers de embarque de vacinas, dando atenção adicional aos detalhes.

Esses relacionamentos não acontecem do nada. Eles são construídos ao longo do tempo e destacam a importância do trabalho feito pelo grupo Express Critical.

“Do nosso lado, é crucial ter não apenas relacionamentos, mas também rastreamento em tempo real, 'geocercamento' e monitoramento de desvios com atualizações das companhias aéreas em tempo real”, disse Joey. “Não podemos simplesmente monitorar as remessas como fazemos com o sistema UPS.”

Ter uma tecnologia exclusiva também faz parte da equação. Chamada de SENTRY, a solução desenvolvida pela UPS e Marken possibilita rastreamento e monitoramento em tempo real por meio de um software personalizado que monitora e informa a localização e a temperatura de uma remessa, o que é um elemento crucial para entregas de vacinas.

A experiência e o aprendizado que a UPS está acumulando com esses primeiros movimentos complexos desempenharão um papel importante em uma coordenação ainda mais desafiadora e sofisticada que será necessária num futuro próximo.

Entregando o que importa para populações carentes

Com as entregas humanitárias de vacinas cada vez mais próximas de se tornar realidade, a UPS se apoiará fortemente na sua experiência em territórios distantes. O atendimento a países em desenvolvimento e populações carentes exigirá abordagens ainda mais criativas para alavancar relacionamentos, resolver questões aduaneiras com a ajuda do Grupo de Assuntos Públicos da UPS e utilizar a experiência dos UPSers.

“Durante a maior crise de saúde da nossa existência, estamos trabalhando e entregando o que importa em todos os cantos do mundo”, disse Wes Wheeler, presidente da UPS Healthcare.

Histórias relacionadas

Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software